Corinthians - Títulos
   Campeonato Paulista - 1977
Home Todos os Jogos Últimos Jogos Próximos Jogos História Títulos Jogos históricos Ídolos Escudos Curiosidades Hino + Corinthians Blog
 Visite o Blog!
 Campeonato
 Paulista
 1914
 1916
 1922/1923/1924
 1928/1929/1930
 1937/1938/1939
 1941
 1951/1952
 1954
 1977
 1979
 1982/1983
 1988
 1995
 1997
 1999
 2001
 2003
 2009
 2013
 2017
 Rio - São Paulo
 1950
 1953/1954
 1966
 2002
 Copa do Brasil
 1995
 2002
 2009
 Campeonato
 Brasileiro
 1990
 1998
 1999
 2005
 2011
 2015
 Campeonato
 Brasileiro Série B
 2008
 Libertadores da
 América
 2012
 Recopa
 Sul-Americana
 2013
 Mundial de
 Clubes
 2000
 2012
 Pequena Taça do
 Mundo
 1953
 Outros títulos
 Home
 Corinthians
 Todos os Jogos
 Últimos Jogos
 Próximos Jogos
 História
 Títulos
 Jogos Históricos
 Ídolos
 Escudos
 Curiosidades
 Hino
 + Corinthians
 Blog
 Mais Futebol
 Almanaque das
 Copas
 Todos os Jogos
 das Copas
 O Autor
 Quem sou
 Contato
 Minhas fotos
 Reconhecimento
 Colaboradores
 Outros Sites
 Site Oficial
 Outros Links

Compartilhe:

Campeonato Paulista - 1977
O fim do jejum

22 anos, 8 meses e 6 dias.

Foi esse o tempo em que o corintinao demorou pra gritar campeão novamente, após a conquista do título e 1954.

A torcida não aguentava mais tanta gozação. Foi um verdadeiro martírio, mas que teve fim no sagrado ano de 1977. O fim das gozações. O reeencontro com os títulos.

Veio, como não poderia deixar de ser, de modo sofrido. Mas veio. Vamos ver como foi.

O Corinthians não começou bem o campeonato, que teve o Botafogo de Sócrates como vencedor do primeiro turno.

Restava vencer o segundo turno para continuar com chances no campeonato. E não deu outra. Em 18 jogos, o time vence 13 e vai disputar o título do turno. Na semifinal, ganha do São Paulo por 1 a 0. Na final, disputada no dia 31 de agosto, vence o Palmeiras por 1 x 0, gol de Geraldão aos 26 minutos do segundo tempo.

Vem o terceiro e último turno. Os oito melhores times do campeonato lutam por duas vagas. Com duas derrotas nos quatro primeiros jogos, o Corinthians é obrigado a vencer os três últimos compromissos, contra Botafogo, Portuguesa e São Paulo, para continuar respirando no torneio.

Ali o Corinthians mostrou que aquele título seria nosso. Venceu o Botafogo e a Portuguesa, ambos por 1 x 0, e o São Paulo por 2 x 1.

Com essas três vitórias o Timão vai para a final enfrentar a Ponte Preta, que contava com craques como Carlos, Oscar, Polozzi, Dicá e Rui Rei.

Como havia perdido três jogos para a Ponte durante o campeonato, sendo um em Campinas por 4 a 0, o Corinthians festejou a decisão da Federação Paulista de Futebol de colocar todos os jogos das finais no Morumbi.

No primeiro deles, dia 05 de outubro, vitória corintiana por 1 a 0, com gol de cara de Palhinha. O título estava perto, muito perto.

A torcida, feliz, já se preparava para fazer a grande festa no domingo, dia 9 de outubro. Com um simples empate, o título, finalmente, iria para o Parque São Jorge. Entusiasmada, a torcida do Timão compareceu em massa ao Morumbi e estabeleceu o recorde de público do estádio que dura até hoje: 146.082 espectadores (138.032 pagantes). É também o jogo de maior público da história do Corinthians.

Ver "Curiosidades - Maiores públicos do Corinthians".

O clima parecia propício para o fim do jejum. Mas, com a contusão de Palhinha no primeiro tempo, a incerteza começou a aparecer. O gol de Vaguinho, que substituíra o atacante, aos 43 minutos, parecia colocar tudo de volta ao normal e deixar a torcida em delírio. Vem o segundo tempo e, para desespero da Fiel, a macaca reage. Dicá, aos 22 minutos e Rui Rei, aos 33, viram o jogo e calam o Morumbi. A decisão estava adiada para quinta-feira à noite.

Apesar de não ser tão grande como no domingo, a torcida corintiana enche o Morumbi para ver aquele que seria o jogo da libertação, do fim do jejum, que já durava 22 anos, oito meses e seis dias.

13 de outubro de 1977. Uma data que entrou para a história do Corinthians e do futebol brasileiro. O Dia da Libertação Corintiana!

Começa a partida e logo de cara, aos 16 minutos, mais de 80 mil corintianos vêem o perigoso atacante Rui Rei reclamar com o juiz Dulcídio Wanderley Boschillia e ser expulso. Quem temia por uma nova tragédia passou a ficar mais aliviado.

Mesmo precisando de um empate no tempo normal e na prorrogação, o Corinthians foi para cima da Ponte. Geraldão, artilheiro do Timão naquele campeonato com 24 gols, quase abre o placar aos 39 minutos, após aproveitar um cruzamento de Vaguinho.

Chega o segundo tempo. Os dois times entram nervosos e muito cautelosos. O medo de tomar um gol fez com que as equipes ficassem apenas se defendendo. Em raros contra-ataques, o perigo aparecia. Em um deles Dicá, da macaca, cabeceia livre na área. Para fora.

Assustado, o técnico Brandão se levanta e manda o time para o ataque. Aos 36 minutos, Zé Maria bate uma falta pela direita. A bola percorre toda a pequena área e vai parar no pé de Vaguinho, que, de bico, chuta a bola no travessão do goleiro Carlos. Na volta, ela quica no chão e sobe para Wladimir cabecear. Em cima da linha, Oscar, também de cabeça, salva. Mas no rebote, a bola sobra para o pé direito de Basílio. O meia, com toda a força, faz então o esperado gol. Festa no Morumbi. Restavam apenas 8 minutos. Nessa hora, não havia mais esquema tático. Pouco antes de acabar, Oscar e Geraldão, que foi o artilheiro do campeonato com 24 gols, brigam e são expulsos. Aos 46, Dúlcidio pede a bola e encerra a partida: o Corinthians é campeão.

Fim do jejum. Fim do sofrimento.

Ver "Jogos históricos - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - Campeonato Paulista de 1977"

A torcida invade o campo e comemora com os seus ídolos. Brandão é carregado no colo, o presidente Vicente Matheus perde os sapatos, os jogadores ficam quase nus.

O coro de “é campeão” toma conta da noite paulista e invade a madrugada. A partir daí, surge um novo Corinthians. Acabaram-se os traumas e o time volta a ser o bom e velho vencedor. O gol de Basílio foi o mais importante da história corintiana. Veja seu depoimento sobre o jogo:

“A terceira partida da final do Paulistão de 77 foi a melhor que nós fizemos no campeonato. Jogamos determinados, fomos pacientes e também atrevidos. Tanto que, mesmo precisando do empate, fomos para cima da Ponte Preta. No primeiro tempo merecíamos ter feito uns dois ou três gols. Na segunda etapa, o jogo ficou equilibrado até o gol. O lance saiu de uma bola parada e eu, depois do bate-rebate, fiz o gol de direita e corri para a galera. Após o jogo, queríamos dar a volta olímpica, mas foi impossível. Pouco importa. O que valeu mesmo foi a festa e o fim do jejum.”

O artilheiro do Timão foi Geraldão, com 23 gols, um para cada ano de fila!


Em pé: Zé Maria, Tobias, Moisés, Ruço, Ademir e Wladimir;
Agachados: Vaguinho, Basílio, Geraldão, Luciano e Romeu.


A taça de 1977
(Foto: Arquivo Victor Hugo)

Campanha - Campeonato Paulista de 1977
1ª Fase
1º Turno
09/02/1977 Corinthians 2 X 0 Portuguesa Santista
13/02/1977 Ponte Preta 4 X 0 Corinthians
16/02/1977 Corinthians 3 X 0 Comercial (Ribeirão Preto)
19/02/1977 Paulista 0 X 2 Corinthians
24/02/1977 Ferroviária (ARARAQUARA) 0 X 0 Corinthians
27/02/1977 Marília 0 X 2 Corinthians
02/03/1977 Corinthians 0 X 1 Juventus
06/03/1977 Botafogo (Ribeirão Preto) 2 X 2 Corinthians
10/03/1977 Corinthians 2 X 0 Portuguesa
13/03/1977 Noroeste 1 X 0 Corinthians
20/03/1977 Santos 1 X 1 Corinthians
23/03/1977 São Bento (Sorocaba) 0 X 0 Corinthians
27/03/1977 Corinthians 0 X 3 Guarani
17/04/1977 Corinthians 1 X 0 São Paulo
20/04/1977 Corinthians 3 X 1 XV de Piracicaba
27/04/1977 Corinthians 3 X 0 América
08/05/1977 Palmeiras 0 X 0 Corinthians
11/05/1977 Corinthians 4 X 0 XV de Jaú
2º Turno
22/05/1977 Corinthians 2 X 0 São Bento (Sorocaba)
25/05/1977 Corinthians 5 X 1 Noroeste
29/05/1977 Corinthians 4 X 0 Santos
05/06/1977 XV de Jaú 3 X 0 Corinthians
09/06/1977 Corinthians 2 X 0 Botafogo (Ribeirão Preto)
12/06/1977 Guarani 2 X 1 Corinthians
19/06/1977 Portuguesa Santista 0 X 1 Corinthians
26/06/1977 Comercial (Ribeirão Preto) 0 X 1 Corinthians
02/07/1977 Corinthians 4 X 0 Paulista
10/07/1977 Portuguesa 1 X 0 Corinthians
17/07/1977 Corinthians 1 X 0 Juventus
24/07/1977 Palmeiras 4 X 2 Corinthians
27/07/1977 Corinthians 1 X 0 Marília
31/07/1977 América 1 X 2 Corinthians
10/08/1977 XV de Piracicaba 2 X 3 Corinthians
13/08/1977 Corinthians 3 X 1 Ferroviária (ARARAQUARA)
21/08/1977 Corinthians 1 X 0 São Paulo
25/08/1977 Corinthians 1 X 2 Ponte Preta
Semifinal (2º Turno)
28/08/1977 Corinthians 2 X 1 São Paulo
Final (2º Turno)
31/08/1977 Palmeiras 0 X 1 Corinthians
3º Turno
04/09/1977 Santos 2 X 2 Corinthians
11/09/1977 Corinthians 0 X 1 Ponte Preta
18/09/1977 Corinthians 2 X 0 Palmeiras
21/09/1977 Corinthians 0 X 1 Guarani
25/09/1977 Botafogo (Ribeirão Preto) 0 X 1 Corinthians
29/09/1977 Corinthians 1 X 0 Portuguesa
02/10/1977 Corinthians 2 X 1 São Paulo
Final
05/10/1977 Corinthians 1 X 0 Ponte Preta
09/10/1977 Corinthians 1 X 2 Ponte Preta
13/10/1977 Corinthians 1 X 0 Ponte Preta

Campanha - Campeonato Paulista de 1977
J V E D GP GC
48 30 6 12 73 38


Compartilhe:

Voltar para o início da página


Home  |  Todos os Jogos  |  História  |  Títulos  |  Jogos Históricos  |  Ídolos  |  Escudos  |  Curiosidades  |  Hino  |  + Corinthians  |  Blog  |  Mapa do Site

Quem sou  |  Contato  |  Minhas Fotos  |  Reconhecimento  |  Colaboradores  |  Créditos e Agradecimentos
© 2007 - 2016 Victor Hugo Brizotto Garcia

Envie seu comentário, crítica ou sugestão para contato@todopoderosotimao.com Curta o Todo Poderoso Timão no Facebook!
Siga o Todo Poderoso Timão no Twitter!
Siga o Todo Poderoso Timão no Instagram!