Corinthians - Títulos
   Taça São Paulo - 1962
Home Todos os Jogos Últimos Jogos Próximos Jogos História Títulos Jogos históricos Ídolos Escudos Curiosidades Hino + Corinthians Blog
 Visite o Blog!
 Campeonato
 Paulista
 1914
 1916
 1922/1923/1924
 1928/1929/1930
 1937/1938/1939
 1941
 1951/1952
 1954
 1977
 1979
 1982/1983
 1988
 1995
 1997
 1999
 2001
 2003
 2009
 2013
 Rio - São Paulo
 1950
 1953/1954
 1966
 2002
 Copa do Brasil
 1995
 2002
 2009
 Campeonato
 Brasileiro
 1990
 1998
 1999
 2005
 2011
 2015
 Campeonato
 Brasileiro Série B
 2008
 Libertadores da
 América
 2012
 Recopa
 Sul-Americana
 2013
 Mundial de
 Clubes
 2000
 2012
 Pequena Taça do
 Mundo
 1953
 Outros títulos
 Home
 Corinthians
 Todos os Jogos
 Últimos Jogos
 Próximos Jogos
 História
 Títulos
 Jogos Históricos
 Ídolos
 Escudos
 Curiosidades
 Hino
 + Corinthians
 Blog
 Mais Futebol
 Almanaque das
 Copas
 Todos os Jogos
 das Copas
 O Autor
 Quem sou
 Contato
 Minhas fotos
 Reconhecimento
 Colaboradores
 Outros Sites
 Site Oficial
 Outros Links

Compartilhe:

Taça São Paulo - 1962

*Texto escrito pelo colaborador Marcel Pilatti.

Dois grandes mitos foram criados em torno do Corinthians: 1) o time ficou 23 anos "sem ganhar nada"; 2) o time ficou 11 anos sem vencer o Santos.

O primeiro mito – inclusive fomentado pelos dirigentes e torcida – é facilmente desmentido em nossa galeria de títulos: houve, sim, um jejum relativo aos Campeonatos Paulistas, que à época tinham uma importância infinitamente maior que a de hoje.

Por outro lado, é verdade que a maioria dessas conquistas foi ou de grandes torneios "inacabados" – casos da Copa do Atlântico de 1956 e do Rio-São Paulo de 1966 – ou então de competições de caráter amistoso e de curta duração (nacionais ou internacionais). As duas exceções são o Torneio do Povo de 1971 e a Taça São Paulo de 1962, ambos em suas primeiras edições.

A I Taça SP foi, talvez, a mais democrática competição já realizada no estado de São Paulo: muito semelhante à Copa do Brasil atual, reuniu times de todo o estado, e de todas as divisões. A fórmula de disputa foi o tradicional ‘mata-mata’, com jogos de ida e volta, reunindo um total de 32 clubes: 1ª rodada, oitavas, quartas, semi e final. A duração do torneio também caracteriza sua importância: entre a abertura e a finalíssima, mais de dois meses.

O primeiro enfrentamento do Corinthians foi diante da equipe da Portuguesa Santista, e o Timão obteve duas vitórias: 1 a 0 na estreia – gol de Bataglia – no Ulrico Mursa, e 5 a 0 no jogo de volta – dois de Manoelzinho, dois de Silva e Alberto, contra –, no Parque São Jorge.

Duas semanas depois, o Timão foi a Taubaté enfrentar o time local: goleada por 4 a 0 no Campo do Bosque, com gols de Nei, Bataglia, Ferreirinha e Vaguinho (contra). Cinco dias depois, no Parque São Jorge, nova goleada: 3 a 0, com Cássio e Silva (duas vezes) marcando para o Timão.

Classificado para as quartas-de-final, o Corinthians enfrentaria o rival São Paulo: e diante do tricolor, a equipe alvinegra sofreu seu primeiro revés: 2 a 0 no Morumbi. No entanto, já fazendo valer a fama de fregueses – e o SPFC também vinha em jejum de títulos, sem conquistas havia 5 anos – o Corinthians devolve a derrota com goleada histórica: 5 a 1 (a segunda maior do clássico): gols de Silva, Bataglia (duas vezes), Nei e Ferreirinha.

Na semifinal, o adversário corinthiano foi a tradicional Ferroviária: a primeira partida aconteceu em Araraquara, na Fonte Luminosa: e o time do interior fez valer o mando: 2 a 0. Na volta, porém, o Corinthians aplicou uma goleada: 4 a 0, no Parque São Jorge. Os gols foram de Cássio, Silva e Nei (duas vezes).

Estava carimbada a passagem para a final, contra o Santos, e aqui derruba-se o segundo mito: conta-se que o Corinthians ficou 11 anos sem vencer o “alvinegro praiano”. Na verdade, assim como nos títulos, esse jejum se refere ao Campeonato Paulista: entre 1957 – última vitória no Paulistão – e a final da Taça São Paulo, o Corinthians havia vencido o Santos três vezes (2x1, 2x1 e 2x0): todas pelo Torneio Rio-São Paulo.

Naquela finalíssima, o mando corinthiano seria o inverso de todo o torneio: a primeira partida aconteceu no Parque São Jorge: vitória do Corinthians por 3 a 1, com gols de Calvet (contra), Manoelzinho e Nenê. Cinco dias depois, numa noite de quinta-feira, o embate ocorreu na Vila Belmiro: um jogo que fez jus ao “Clássico Alvinegro”: 3 a 3, com Silva, Rafael e Manoelzinho marcando para o Corinthians.

Corinthians, Campeão da I Taça São Paulo!

Campanha - Taça São Paulo - 1962
15/04/1962 Portuguesa Santista SP 0 X 1 Corinthians SP
22/04/1962 Corinthians SP 5 X 0 Portuguesa Santista SP
05/05/1962 Taubaté SP 0 X 4 Corinthians SP
10/05/1962 Corinthians SP 3 X 0 Taubaté SP
27/05/1962 São Paulo SP 2 X 0 Corinthians SP
03/06/1962 Corinthians SP 5 X 1 São Paulo SP
07/06/1962 Ferroviária (Araraquara) SP 2 X 0 Corinthians SP
10/06/1962 Corinthians SP 4 X 0 Ferroviária (Araraquara) SP
16/06/1962 Corinthians SP 3 X 1 Santos SP
21/06/1962 Santos SP 3 X 3 Corinthians SP

Campanha - Taça São Paulo - 1962
J V E D GP GC
10 7 1 2 28 9

*Texto escrito pelo colaborador Marcel Pilatti.


Compartilhe:

Voltar para o início da página


Home  |  Todos os Jogos  |  História  |  Títulos  |  Jogos Históricos  |  Ídolos  |  Escudos  |  Curiosidades  |  Hino  |  + Corinthians  |  Blog  |  Mapa do Site

Quem sou  |  Contato  |  Minhas Fotos  |  Reconhecimento  |  Colaboradores  |  Créditos e Agradecimentos
© 2007 - 2016 Victor Hugo Brizotto Garcia

Envie seu comentário, crítica ou sugestão para contato@todopoderosotimao.com Curta o Todo Poderoso Timão no Facebook!
Siga o Todo Poderoso Timão no Twitter!
Siga o Todo Poderoso Timão no Instagram!