Corinthians - Títulos
   Campeonato Brasileiro - 1990
TODOS OS JOGOS ÚLTIMOS JOGOS PRÓXIMOS JOGOS HISTÓRIA TÍTULOS JOGOS HISTÓRICOS ÍDOLOS ESCUDOS HINO CORINTHIOSIDADES
 CAMPEONATO
 PAULISTA
 1914
 1916
 1922 / 1923 / 1924
 1928 / 1929 / 1930
 1937 / 1938 / 1939
 1941
 1951 / 1952
 1954
 1977
 1979
 1982 / 1983
 1988
 1995
 1997
 1999
 2001
 2003
 2009
 2013
 2017 / 2018 / 2019
 RIO - SÃO PAULO
 1950
 1953 / 1954
 1966
 2002
 COPA DO BRASIL
 1995
 2002
 2009
 CAMPEONATO
 BRASILEIRO
 1990
 1998
 1999
 2005
 2011
 2015
 2017
 CAMPEONATO
 BRASILEIRO SÉRIE B
 2008
 LIBERTADORES DA
 AMÉRICA
 2012
 RECOPA
 SUL-AMERICANA
 2013
 MUNDIAL DE
 CLUBES
 2000
 2012
 PRQUENA TAÇA DO
 MUNDO
 1953
 OUTROS TÍTULOS
 CORINTHIANS
 TODOS OS JOGOS
 ÚLTIMOS JOGOS
 PRÓXIMOS JOGOS
 HISTÓRIA
 TÍTULOS
 JOGOS HISTÓRICOS
 ÍDOLOS
 ESCUDOS
 HINO
 CORINTHIOSIDADES
 + CORINTHIANS
 MAIS FUTEBOL
 TODOS OS JOGOS
 DAS COPAS
 O AUTOR
 QUEM SOU
 CONTATO
 MINHAS FOTOS
 RECONHECIMENTO
 COLABORADORES

Compartilhe:

Campeonato Brasileiro - 1990


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Até o ano de 1990, o Corinthians já havia conquistado 20 vezes o Campeonato Paulista e 4 o Torneio Rio-São Paulo. Porém, faltava uma conquista no âmbito nacional para coroar uma história gloriosa.

O Coringão passou perto em 1976, quando perdeu a final para o Internacional, mas desta vez não escapou.. Com um time não muito técnico, mas com muita raça e garra, o Corinthians conquistou seu primeiro título nacional, um dos mais importantes da história do clube.

A formula de disputa foi a seguinte: 20 clubes jogando todos contra todos em turno único, mas divididos em duas chaves de 10 clubes cada para efeito de classificação. Na primeira fase (10 rodadas), os clubes da chave A enfrentam os da chave B. Na segunda fase (9 rodadas), os jogos são apenas entre clubes da mesma chave. Classificam-se para a fase final os vencedores de cada chave em cada etapa, mais os outros quatro melhores classificados na soma dos pontos nas duas etapas.


Primeira Fase

Pertencente ao grupo A, o começo do Coringão não foi lá aquelas coisas: 2 derrotas nos 2 primeiros jogos (3 x 0 para o Grêmio e 1 x 0 para o Cruzeiro).

Vicente Matheus trocou Zé Maria II (não confundir com o ídolo Zé Maria) por Nelsinho Batista e a coisa mudou: a vitória ainda não viria na rodada seguinte (0 x 0 contra o Vitória), mas abriu uma sequência de 6 vitórias e 2 empates na primeira fase.

A primeira vitória do Timão foi justamente contra o Palmeiras, por 2 x 1, na quarta rodada. Na sequência acima ainda destaca-se a vitória contra o Flamengo no Maracança, também por 2 x 1.

E dentro dessa campanha uma figura ia se tornando destaque da equipe: Neto, que com gols importantes entrava cada vez mais nas graças da torcida.

Com a vitória valendo 2 pontos na época, o Corinthians acumulou 14 pontos e terminou a primeira fase na segunda colocação, atrás apenas do Atlético Mineiro.


Segunda Fase

Se a primeira fase o Corinthians alegrou a Fiel com uma bela campanha, o mesmo não se pode dizer na segunda fase.

Acumulando 4 empates, 2 derrotas e apenas 1 vitória nas primeiras 7 rodadas, o time via a classificação ir escapando entre os dedos.

Mas uma vitória foi crucial para a classificação, justamente contra um dos melhores times do campeonato: 3 x 1 contra o Atlético Mineiro, em pleno Mineirão.

Na última rodada, uma tragédia no Pacaembbu: derrota por 3 x 0 para o Internacional, o que fez com que o Corinthians dependesse de outros resultados para se classificar.

E um desses aconteceu. Graças a vitória da Portuguesa contra o Goiás, o Corinthians conseguiu a classificação para as quartas de final, apesar de ter terminado a segunda fase na 9ª colocação.

A classificação geral após a duas fases foi: Grêmio (1º), Atlético Mineiro (2º), Bahia (3º), São Paulo (4º), Santos (5º), Bragantino (6º), Corinthians (7º) e Palmeiras (8º).


Quartas de Final

Vieram então as quartas-de-final.

E logo de cara um embate entre jogadores e diretoria. Cientes da sua força dentro do Pacaembu, os jogadores queriam jogar no estádio municipal, enquanto que a diretoria, pensando na renda, queria levar o jogo para o Morumbi. Após a um reunião capitaneada por Neto, a vontade dos jogadores prevaleceu.

O primeiro jogo ocorreu no dia 24 de novembro, no Estádio do Pacaembu. Logo aos 15 minutos de jogo, o time mineiro abre o placar e deixa a Fiel mais tensa. O placar permanece inalterado até os 30 minutos do segundo tempo.

Foi aí que a estrela de um dos maiores ídolos da Fiel começou a brilhar. Neto empata de cabeça e faz a festa da torcida.

Mas Neto ainda guardava mais alegrias naquele dia. A 5 minutos do fim, Neto aproveita um vacilo na zaga atleticana e vira o jogo, levando a Fiel ao delírio.

Muitos apontam esse jogo como a maior atuação de Neto com a camisa alvinegra.

Com a vantagem a seu favor, o alvinegro foi ao Mineirão e segurou o empate em 0 a 0.

Ver "Jogos históricos - Corinthians 2 x 1 Atlético MG - Campeonato Brasileiro de 1990"


Semifinal

O passo seguinte era passar pelo Bahia, na semifinal. Novamente, o Corinthians estava em desvantagem e precisava vencer para se classificar.

Como na fase anterior, novamente houve um embate entre jogadores e diretoria sobre o local do jogo, e mais uma vez a vontade dos jogadores falou mais alto.

E num Pacaembu lotado, mais uma vez a Fiel sofreu na noite de 6 de dezembro, uma quinta a noite.

Novamente o Corinthians sai atrás do placar, sofrendo gol de falta logo aos 2 minutos de jogo.

10 minutos depois, o Coringão empata, com gol contra de Paulo Rodrigues, após cobrança de escanteio cobrado por Neto.

No segundo tempo, mais uma vez ele, Neto faz o gol da vitória, do jeito que ele mais gostava: de falta.

A Fiel vai ao delírio no Pacaembu numa das noites mais memoráveis da história do clube.

Em Salvador, o time usou a mesma receita da retranca e voltou com a vaga garantida ao empatar em 0 a 0. O goleiro Ronaldo pegou tudo nesse jogo, em uma de suas melhores atuações pelo Corinthians.

Na final iria pegar o São Paulo. Depois de 14 anos, o Corinthians decidia mais um título nacional. Desta vez para ganhar.

Ver "Jogos históricos - Corinthians 2 x 1 Bahia - Campeonato Brasileiro de 1990"


Final

No primeiro jogo decisivo, outra vez o talento de Neto decidiu. Logo aos 4 minutos, ele cobrou uma falta na medida para Wilson Mano fazer 1 a 0. Com méritos, o Timão segurou a vitória (ainda perdendo várias oportunidades de liquidar a fatura já no primeiro jogo) e foi para a finalíssima, no domingo, precisando apenas do empate.

O Corinthians entrou em campo no dia 16 de dezembro para se sagrar campeão brasileiro pela primeira vez em sua história.

Mesmo precisando de um empate, o Corinthians segurou o ímpeto tricolor lá atrás, enquanto que lá na frente, após bela tabelinha com Fabinho, Tupãzinho marca de carrinho um dos gols mais importantes da história do clube, aos 9 minutos do 2º tempo.

O Corinthians não era mais um time regional. Com muita raça e mesmo sem muitas estrelas, aquela equipe havia entrado para a história alvinegra.

Ver "Jogos históricos - Corinthians 1 x 0 São Paulo - Campeonato Brasileiro de 1990"

Neto foi o artilheiro do Timão com 9 gols.

Na Seleção do Prêmio Bola de Prata, dois nomes: Ronaldo e Marcelo.

Tupãzinho, autor do gol salvador, dá o seu depoimento:

“Foi uma decisão emocionante. A adrenalina estava a mil. O São Paulo era favorito, mas conseguimos ganhar devido à força do conjunto. Não tínhamos estrelas, mas a equipe estava entrosada, determinada. Nos classificamos mal, mas depois o time subiu de produção e cresceu até as finais. No jogo, o São Paulo partiu para cima, mas faltando 10 minutos para acabar o primeiro tempo, começamos a melhorar. No segundo tempo, fiz o gol aos 8 minutos. Na hora, eu queria só a vitória, não tinha ainda a noção do título. Só depois é que me dei conta. Foi um dos jogos mais importantes da minha vida.”


Em pé: Giba, Jacenir, Marcelo, Guinei, Márcio e Ronaldo;
Agachados: Fabinho, Wilson Mano, Tupãzinho, Neto e Mauro.


O jornal do dia seguinte
(Foto: Arquivo Victor Hugo)


A taça do primeiro brasileiro
(Foto: Arquivo Victor Hugo)

Campanha - Campeonato Brasileiro de 1990
1ª Fase
19/08/1990 Grêmio RS 3 X 0 Corinthians SP
25/08/1990 Corinthians SP 0 X 1 Cruzeiro MG
02/09/1990 Vitória BA 0 X 0 Corinthians SP
09/09/1990 Corinthians SP 2 X 1 Palmeiras SP
16/09/1990 São José (SJ EC) SP 1 X 2 Corinthians SP
19/09/1990 Corinthians SP 1 X 0 Fluminense RJ
23/09/1990 São Paulo SP 1 X 1 Corinthians SP
30/09/1990 Corinthians SP 1 X 0 Internacional Limeira SP
04/10/1990 Flamengo RJ 1 X 2 Corinthians SP
07/10/1990 Corinthians SP 1 X 0 Náutico PE
2ª Fase
10/10/1990 Bragantino SP 2 X 2 Corinthians SP
14/10/1990 Corinthians SP 0 X 0 Bahia BA
21/10/1990 Corinthians SP 0 X 0 Portuguesa SP
24/10/1990 Botafogo RJ 1 X 0 Corinthians SP
28/10/1990 Corinthians SP 0 X 0 Vasco da Gama RJ
04/11/1990 Corinthians SP 1 X 0 Santos SP
11/11/1990 Goiás GO 3 X 1 Corinthians SP
14/11/1990 Atlético MG 1 X 3 Corinthians SP
18/11/1990 Corinthians SP 0 X 3 Internacional RS
Quartas de Final
24/11/1990 Corinthians SP 2 X 1 Atlético MG
02/12/1990 Atlético MG 0 X 0 Corinthians SP
Semifinal
06/12/1990 Corinthians SP 2 X 1 Bahia BA
09/12/1990 Bahia BA 0 X 0 Corinthians SP
Final
13/12/1990 Corinthians SP 1 X 0 São Paulo SP
16/12/1990 São Paulo SP 0 X 1 Corinthians SP

Campanha - Campeonato Brasileiro de 1990
J V E D GP GC
25 12 8 5 23 20


Compartilhe:

Seja o primeiro a comentar:

Nome*

Comentário*


Nenhum comentário


Voltar para o início da página



Home
História
Títulos
Jogos Históricos
Ídolos
Escudos
Hino
Corinthiosidades
Todos os Jogos

Últimos Jogos
Próximos Jogos

+ Corinthians
Quem sou
Minhas Fotos
Reconhecimento
Créditos e Agradecimentos
Colaboradores
Todos os Jogos das Copas

Mapa do Site

© 2007 - 2022 VICTOR HUGO BRIZOTTO GARCIA

Envie seu comentário, crítica ou sugestão para contato@todopoderosotimao.com Curta o Todo Poderoso Timão no Facebook!
Siga o Todo Poderoso Timão no Twitter!
Siga o Todo Poderoso Timão no Instagram!