Corinthians - Ídolos
   Sócrates
 CORINTHIANS
 TODOS OS JOGOS
 ÚLTIMOS JOGOS
 PRÓXIMOS JOGOS
 HISTÓRIA
 TÍTULOS
 JOGOS HISTÓRICOS
 ÍDOLOS
 ESCUDOS
 HINO
 CORINTHIOSIDADES
 + CORINTHIANS
 O AUTOR
 QUEM SOU
 CONTATO
 MINHAS FOTOS
 RECONHECIMENTO
 COLABORADORES
 MAIS FUTEBOL
 TODOS OS JOGOS
 DAS COPAS

Compartilhe:

Sócrates


2 comentários. Deixe seu comentário.


Grande craque do Corinthians no final da década de 70 e início dos anos 80, o "Doutor Sócrates", como era chamado, pela sua formação em medicina, pode ser consideraddo o maior ídolo da história do clube, tanto pelo que jogou dentro de campo, quanto o que representou fora dele.

Veio do Botafogo, de Ribeirão Preto, em 1978. Não era um atleta modelo, pois fumava muito e gostava de uma cervejinha, além de ir muito mal nos testes físicos.

Aparentava ser uma pessoa fria, a ponto de sequer soltar um sorriso ou um pequeno desabafo após um gol. Mas tinha uma personalidade muito forte, o que o destacava como um líder dentro de campo.

Seu futebol objetivo, técnico e de goleador, aliado a sua inteligência e frieza, marcou muito os corintianos em sua passagem pelo Parque São Jorge. Principalmente nos anos de 1982 e 1983, quando o ex-jogador liderou a Democracia Corintiana dentro e fora de campo, levando o time ao bicampeonato estadual.

Em 1982, foi de Sócrates o gol da vitória na primeira partida da final.

Ainda em 82, foi o capitão da mágica Seleção Brasileira comandada por Telê Santana na Copa do Mundo. Seleção que encantou o mundo mas que não conseguiu conquistar a Copa.

No ano seguinte, Sócrates mais uma vez desequilibrou para o Timão ao marcar o gol da vitória do primeiro jogo da final e o gol do empate do último jogo, que garantiu o Bicampeonato Paulista para a Democracia Corintiana!

E foi nesse ano que Sócrates se tornou o primeiro corinthiano (e até Tevez em 2005, único) a vencer a votação de Rei da América, prêmio dado ao melhor jogador sul-americano.

Defensor ferrenho da volta da democracia ao país, em 1984, após quase confirmação de transferência para a Fiorentina, da Itália, Sócrates prometeu não sair do Brasil caso a emenda das "Diretas Já" fosse aprovada no Congresso. Como não foi, se transferiu para a Itália, decepcionado e triste com a continuação da ditadura no poder.

Merecidamente, é um dos poucos jogadores da história do Corinthians a ter um busto no Parque São Jorge.

Infelizmente, o Doutor nos deixou cedo demais... faleceu em São Paulo, no dia 04 de dezembro de 2011, horas antes do Corinthians conquistar o 5º título brasileiro de sua história, realizando-se assim o seu desejo (ou profecia) proferida ainda em 1983: "Quero morrer em um domingo e com o Corinthians Campeão".

Em 2019, em um uma pesquisa feita pelo site do Globo Esporte com 100 pessoas, foi eleito o maior ídolo da história do clube.

Segundo pesquisa divulgada por Tomás Rosalino em 2021, é o oitavo jogador com mais assistências com a camisa do Timão, com 59 passes para o gol, considerando os jogos desde 1945.

Em setembro de 2022, a revista France Football, responsável pelo prêmio Bola de Ouro, anunciou que a partir de 2022 a premiação irá contar com o "Prêmio Sócrates", que será entregue ao jogador envolvido em causas socioambientais e políticas, que visam um mundo mais justo e menos desigual. O nome de Sócrates foi escolhido pela revista devido ao compromisso do brasileiro com a "Democracia Corinthiana". Uma justa homenagem a um dos gigantes do nosso futebol.

O primeiro vencedor do prêmio foi o senegalês Sadió Mané, do Bayern de Munique, pela sua generosa e preciosa ajuda na vila de Bambali, onde nasceu. Mané bancou a construção de hospital maternidade, benfeitorias em infraestrutura, além de doações em dinheiro para os moradores. O africano recebeu o prêmio das mãos de Raí, irmão de Sócrates.

Obrigado, Doutor!

FICHA TÉCNICA

Nome: Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira
Nascimento: 19/02/1954 - Belém (PA)
Falecimento: 04/12/2011 - São Paulo (SP)
Posição: Meia-direita
Número da Camisa: 8
Período em que jogou no Corinthians: 6 anos (de 1978 à 1984)
Jogos: 298
Gols: 172
Títulos: 3 Campeonatos Paulistas (1979, 82 e 83)


Compartilhe:

Deixe seu comentário:

Nome*

Comentário*


2 comentários

William Marcelo passos o Corintiano.     17.07.2022 - 18:28
No dia em que eu nasci dia 19/02/1959 em São Paulo, em Belém do Para o Dr Sócrates estava completando 5 anos, brincadeira ambos Corintianos dos bons...!!!


claudio dos santos     07.01.2021 - 20:18
meu ídolo rei do calcanhar jogada que copiei obrigado doutor meu professor



Voltar para o início da página


Ado
Alessandro
Amílcar
André Santos
Balbuena
Baltazar
Basílio
Biro-Biro
Brandão
Cabeção
Carbone
Casagrande
Cássio
Chicão
Cláudio
Danilo
Del Debbio
Dentinho
Dida
Dinei
Dino Pavão
Dino Sani
Domingos da Guia
Edílson
Elias
Emerson Sheik
Ezequiel
Fábio Luciano
Fábio Santos
Fagner
Felipe
Filó
Flávio Minuano
Gamarra
Gambinha
Geraldão
Gil (atacante)
Gil (zagueiro)
Goiano
Grané
Guerrero
Guilherme Arana
Gylmar dos Santos Neves
Henrique
Homero
Idário
Jadson
Jango

Jorge Henrique
Liédson
Luizão
Luizinho
Mano Menezes
Marcelinho Carioca
Neco
Neto
Olavo
Oreco
Oswaldo Brandão
Oswaldo de Oliveira
Palhinha
Paulinho
Paulo Borges
Rafael
Rafael Perrone
Raphael Rodrigues
Ralf
Rato
Renato Augusto
Ricardinho
Rincón
Rivellino
Roberto Belangero
Rodriguinho
Romarinho
Romero
Ronaldo (goleiro)
Ronaldo Fenômeno
Ruço
Servílio
Sócrates
Sylvinho
Teleco
Tevez
Tite
Tobias
Tuffy
Tupãzinho
Vagner Love
Vaguinho
Vampeta
Vicente Matheus
Viola
Wilson Mano
Wladimir
Zé Elias
Zé Maria
Zenon



Home
História
Títulos
Jogos Históricos
Ídolos
Escudos
Hino
Corinthiosidades
Todos os Jogos

Últimos Jogos
Próximos Jogos

+ Corinthians
Quem sou
Minhas Fotos
Reconhecimento
Créditos e Agradecimentos
Colaboradores
Todos os Jogos das Copas

Mapa do Site

© 2007 - 2023 VICTOR HUGO BRIZOTTO GARCIA

Envie seu comentário, crítica ou sugestão para contato@todopoderosotimao.com Curta o Todo Poderoso Timão no Facebook!
Siga o Todo Poderoso Timão no Twitter!
Siga o Todo Poderoso Timão no Instagram!