Corinthians - Títulos
   Campeonato Brasileiro - 2005
Home Todos os Jogos Últimos Jogos Próximos Jogos História Títulos Jogos históricos Ídolos Escudos Curiosidades Hino + Corinthians Blog
 Visite o Blog!
 Campeonato
 Paulista
 1914
 1916
 1922/1923/1924
 1928/1929/1930
 1937/1938/1939
 1941
 1951/1952
 1954
 1977
 1979
 1982/1983
 1988
 1995
 1997
 1999
 2001
 2003
 2009
 2013
 2017
 Rio - São Paulo
 1950
 1953/1954
 1966
 2002
 Copa do Brasil
 1995
 2002
 2009
 Campeonato
 Brasileiro
 1990
 1998
 1999
 2005
 2011
 2015
 2017
 Campeonato
 Brasileiro Série B
 2008
 Libertadores da
 América
 2012
 Recopa
 Sul-Americana
 2013
 Mundial de
 Clubes
 2000
 2012
 Pequena Taça do
 Mundo
 1953
 Outros títulos
 Home
 Corinthians
 Todos os Jogos
 Últimos Jogos
 Próximos Jogos
 História
 Títulos
 Jogos Históricos
 Ídolos
 Escudos
 Curiosidades
 Hino
 + Corinthians
 Blog
 Mais Futebol
 Almanaque das
 Copas
 Todos os Jogos
 das Copas
 O Autor
 Quem sou
 Contato
 Minhas fotos
 Reconhecimento
 Colaboradores
 Outros Sites
 Site Oficial
 Outros Links

Compartilhe:

Campeonato Brasileiro - 2005

Recheado de estrelas. Foi assim que o Corinthians começou o Brasileirão de 2005.

Repleto de "galácticos", o Timão foi o time mais caro da competição: Carlitos Tevez, Carlos Albeto, Sebá, Roger, Gustavo Nery, Marcelo Mattos e Mascherano, foram apenas alguns dos jogadores trazidos pela MSI, até então parceira do Corinthians.

Mas apesar disso, eita campeonato conturbado! O Corinthians foi campeão com três (!) técnicos diferentes.

O ínício, com Daniel Passarela, não foi muito bom: o time só foi ganhar na 4ª rodada, contra o Atlético Paranaense. Antes desse jogo, o time já tinha 2 derrotas (perdeu para o Botafogo por 2 x 1 e para o São Paulo por 5 x 1) e um empate.

Aliás, contra o Botafogo o jogo ocorreu sem torcida, resultado de uma punição ao clube carioca.

No jogo contra o São Paulo, após a goleada sofrida, torcedores invadiram o campo e atiraram objetos contra os jogadores. Como pena, dois jogos com portões fechados, a serem disputados contra Flamengo e Fluminense, em Mogi Mirim.

Este jogo marcou também a demissão de Daniel Passarela. O técnico argentino não aguentou a pressão (que já vinha da eliminação da Copa do Brasil). Para o seu lugar, assumiu o auxiliar Márcio Bittencourt, volante campeão brasileiro em 1990.

Ver "Curiosidades - Os Jogos com portões fechados".

Depois disso o time embalou. Ganhou do Figueirense (2 x 1), Atlético Mineiro (1 x 0), Flamengo (4 x 2, com portões fechados) e Brasiliense (4 x 2).

Com essas 5 vitórias seguidas, o time subiu algumas posições e ficou entre os primeiros. Mas não conseguiu manter a série de vitórias e perdeu para Fluminense (1 x 0 , com portões fechados) e Fortaleza (2 x 1).

No dia 10 de julho de 2005, o time entrou em campo para disputar o segundo clássico do campeonato, contra o Palmeiras. Com uma bela partida de Rosinei, que marcou 2 gols, o Timão venceu por 2 a 1 e se manteve entre os primeiros.

Na rodada seguinte, o time foi ao Paraná enfrentar o Paraná clube. Com um show de Carlitos, o time venceu por 3 a 2 e conquistou 3 pontos importantíssimos.

O jogo seguinte foi contra o Paysandu, num jogo que, para muitos, foi o mais emocionante do Campeonato. A campanha do Brasileirão de 2005, foi de fazer sofrer, como tudo no Timão. Mas esse jogo, realizado na noite de 21 de junho, foi o jogo símbolo, dífícil de esquecer.

Robgol foi quem fez a festa primeiro, após abrir o placar, de pênalti. E o primeiro tempo ficou nisso.

O segundo tempo veio, mas os gols não vinham. O Corinthians tentava, tantava e nada. Até que, aos 22 minutos, Bobô empata, quase sem querer. Três minutos depois, Dinélson vira o jogo.

Mas o Papão não estava morto, e empata aos 38 minutos. A essa alturas, o Timão estava com 8 jogadores e meio em campo. Por que? Porque Betão e bobô tinham sido expulsos e Jô jogava machucado, por que o time não tinha mais direito a substituições.

E foi ele mesmo, o garoto Jô, que fez o gol da vitória, aos 41 minutos, após receber lançamento, cortar o zagueiro e bater pro gol.

Fim de jogo. Mais uma vitória dramática, do jeito que a Fiel gosta.

Depois desse jogo histórico, o Timão conseguiu uma vitória contra o Vasco, fora de casa, e contra o Cruzeiro (4 a 3), num Pacaembu lotado, que viu mais um jogo emocionante e um dos melhores do campeonato.

No dia 31 de julho, o time foi na Vila Belmiro jogar contra o Santos, num jogo que não valeu nada (mais pra frente a gente explica). O Timão perdeu por 4 a 2.

Depois, na 17ª rodada, o time recebeu o Coritiba e venceu por 3 a 0.

No jogo seguinte, perdeu para o São Caetano, por 2 a 0, em pleno Pacaembu.

Depois, conseguiu um empate sem gols contra o Internacional, fora de casa.

Faltava apenas dois jogos para o fim do primeiro turno. A próxima partida foi contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. Em uma das melhores partidas de Carlitos Tevez, que marcou 2 gols e deu passas para 3, o Timão venceu por 5 a 3 e ficou a um empate perante o Goiás no último jogo para conquistar o título simbólico do 1º turno.

E foi isso que aconteceu. O Goiás saiu na frente do amrcador e o Timão não conseguia furar o bloqueio do time de Goiânia, até que Marcelos Mattos, aos 40 minutos do segundo tempo marcou o gol que fez a fiel explodir no Pacaembu.

O começo do 2º truno não foi muito bom para o Timão, que perdeu para o Juventude por 1 a 0 e empatou com o botafogo em 3 a 3.

Com duas vitórias nos dois próximos jogos, o time trouxe de volta a tranquilidade necessária para a escalda para o topo.

No dia 25 de setembro, o Corinthians foi até o Rio jogar contra o Flamengo. Antes do jogo, o presidente do clube rubro-negro provocou o Tevez, dizendo que não o conhecia. Pois bem. Carlitos deu um show de bola, fez dois gols e garantiu a vitória por 3 a 1.

Nada podia atrapalhar, certo? Errado. A diretoria demite Márcio Bittencourt e contrata Antônio Lopes, mesmo com Márcio fazendo um bom trabalho.

No dia 02 de outubro, houve uma reviravolta na tabela. Isso por que foram anulados 11 jogos que foram apitados pelo juiz Edílson Pereira de Carvalho, que teve ligações com a máfia dos resultados e manipulou vários resultados de jogos.

O Corinthians teve dois jogos apitados por ele: as derrotas para o São Paulo, por 3 a 2 e para o Santos, de 4 a 2. Agora o Timão teria nova chance de recuperar os pontos perdidos.

Com essa mudança, o Corinthians não precisou jogar para chegar ao topo da tabela, de onde não saiu mais. Para isso, o time ganhou do Brasiliense, Fluminense, Fortaleza.

Nessas alturas, o time estava três pontos a frente do segundo colocado, o Goiás.

O próximo jogo seria contra o Santos. Aquele mesmo que fora remarcado. Num jogo polêmico, dentro e fora de campo, o Timão venceu por 3 a 2 e quebrou um tabu de quatro anos sem vitória contra o time da Vila. Após o término do jogo, a torcida santista invadiu o campo, inconformada com a derrota.

O jogo seguinte foi contra o Palmeiras, que terminou empatado em 1 a 1, resultado que teve sabor de vitória pra Timão, pois jogiu com um a menos desde os 21 minutos do 1º tempo.

No dia 22 de outubro, no Pacaembu, a fiel assistiu a um dos jogos mais dramáticos de todos os tempos, contra o Paraná. Tevez marcou aos 12 do 1º tempo. E só. Depois disso foi só pressão do time paranaense, que fez obrigou Fábio Costa a fazer grandes defesas e garantir os três pontos para o Timão.

O próximo jogo também foi um daqueles remarcados. O adversário foi o São Paulo. No primeiro jogo, vitória do São Paulo por 3 a 2. Nesse jogo, a história foi diferente: 1 a 1 e mais um pontinho precioso para o Timão.

Depois disso o time foi até Belém enfrentar o Paysandu. O Timão venceu por 2 a 0 e trouxe mais três pontos importantes rumo ao topo.

Após esse jogo, o Corinthians abriu 10 pontos de vantagem em relação ao Goiás, 2º colocado. A torcida já estava eufórica, gritando "É campeão!". Mas o que se viu mostrou que não é bem assim.

O time empatou em casa com o Vasco e perdeu para o Cruzeiro, fora. A diferença estava dinuindo. E o próximo jogo seria contra o Santos.

Num jogo de Carlitos Tevez, que fez três gols, o Corinthians venceu o time da baixada por 7 a 1 e trouxe tranquilidade à torcida.

Ver "Jogos históricos - Corinthians 7 x 1 Santos - Campeonato Brasileiro de 2005"

Depois disso, nova vitória frente ao Coritiba, por 1 a 0.

Mas o jogo seguinte seria contra a asa negra. Isso mesmo, o São Caetano. Mais uma derrota. Mais tensão. Isso porque o próximo jogo seria contra o Inter, vice-líder. O jogo foi considerado uma final, e terminou empatado em 1 a 1, gols de Carlitos Tevez e Sóbis.

Faltavam dois jogos para o término do campeonato. Se o Corinthians vencesse a Ponte Preta, no Morumbi e o Inter não ganhasse do Palmeiras, o título já era do Timão. Em São Paulo, o Timão sofreu. Saiu perdendo, empatou ainda no primeiro tempo, e conseguiu marcar dois gols no finalzinho, o que lhe garantia o título, pois o Inter apenas empatava. Mas faltando apenas três minutos para o fim, o Inter faz um gol e adia a festa alvinegra. O grito continuava entalado.

Mas dia 4 de dezembro foi o grande dia. O dia da redenção. O Corinthians podia até perder, desde que o Inter não descontasse uma diferença de seis gols de saldo, ou seja, quase impossível.

No Serra Dourada, o Timão saiu perdendo, mas virou o jogo com Tevez e Coelho. Mas sofreu uma nova virada, perdendo o jogo por 3 a 2. Mas não faz mal, pois o Inter também perdeu para o Coritiba por 1 a 0.

O Corinthians era novamente Campeão Brasileiro!!

O artilheiros do Timão na competição foi Tevez, com 20 gols. O argentino também ganhou o prêmio Bola de Ouro, dado pela revista Placar para o melhor jogador do campeonato.


Em pé: Fábio Costa, Bobô, Wescley, Coelho, Marcelo, Tevez, Marinho, Wendel e Bruno Octávio;
Agachados: Édson, Hugo, Roger, Fabrício, Rosinei, Carlos Alberto, Nilmar, Marcelo Mattos, Jô e Gustavo Nery.


O jornal do dia seguinte
(Foto: Arquivo Victor Hugo)


O troféu do Tetra!
(Foto: Arquivo Victor Hugo)

Campanha - Campeonato Brasileiro de 2005
24/04/2005 Corinthians SP 2 X 2 Juventude RS
01/05/2005 Botafogo RJ 3 X 1 Corinthians SP
08/05/2005 Corinthians SP 1 X 5 São Paulo SP
15/05/2005 Atlético PR 1 X 2 Corinthians SP
22/05/2005 Corinthians SP 2 X 1 Figueirense SC
29/05/2005 Atlético MG 0 X 1 Corinthians SP
12/06/2005 Corinthians SP 4 X 2 Flamengo RJ
18/06/2005 Brasiliense DF 2 X 4 Corinthians SP
26/06/2005 Corinthians SP 0 X 1 Fluminense RJ
03/07/2005 Fortaleza CE 2 X 1 Corinthians SP
10/07/2005 Corinthians SP 3 X 1 Palmeiras SP
16/07/2005 Paraná PR 2 X 3 Corinthians SP
21/07/2005 Corinthians SP 3 X 2 Paysandu PA
24/07/2005 Vasco da Gama RJ 2 X 3 Corinthians SP
27/07/2005 Corinthians SP 4 X 3 Cruzeiro MG
31/07/2005 * Santos SP 4 X 2 Corinthians SP
03/08/2005 Corinthians SP 3 X 0 Coritiba PR
06/08/2005 Corinthians SP 0 X 2 São Caetano SP
10/08/2005 Internacional RS 0 X 0 Corinthians SP
14/08/2005 Ponte Preta SP 3 X 5 Corinthians SP
21/08/2005 Corinthians SP 1 X 1 Goiás GO
24/08/2005 Juventude RS 1 X 0 Corinthians SP
28/08/2005 Corinthians SP 3 X 3 Botafogo RJ
07/09/2005 * São Paulo SP 3 X 2 Corinthians SP
11/09/2005 Corinthians SP 2 X 0 Atlético PR
18/09/2005 Figueirense SC 2 X 3 Corinthians SP
22/09/2005 Corinthians SP 1 X 1 Atlético MG
25/09/2005 Flamengo RJ 1 X 3 Corinthians SP
02/10/2005 Corinthians SP 3 X 2 Brasiliense DF
05/10/2005 Fluminense RJ 0 X 2 Corinthians SP
08/10/2005 Corinthians SP 3 X 0 Fortaleza CE
13/10/2005 Santos SP 2 X 3 Corinthians SP
16/10/2005 Palmeiras SP 1 X 1 Corinthians SP
22/10/2005 Corinthians SP 1 X 0 Paraná PR
24/10/2005 São Paulo SP 1 X 1 Corinthians SP
27/10/2005 Paysandu PA 0 X 2 Corinthians SP
30/10/2005 Corinthians SP 1 X 1 Vasco da Gama RJ
02/11/2005 Cruzeiro MG 2 X 1 Corinthians SP
06/11/2005 Corinthians SP 7 X 1 Santos SP
13/11/2005 Coritiba PR 0 X 1 Corinthians SP
16/11/2005 São Caetano SP 1 X 0 Corinthians SP
20/11/2005 Corinthians SP 1 X 1 Internacional RS
27/11/2005 Corinthians SP 3 X 1 Ponte Preta SP
04/12/2005 Goiás GO 3 X 2 Corinthians SP
* Jogos anulados por suspeita de manipulação de resultados

Campanha - Campeonato Brasileiro de 2005
J V E D GP GC
42 24 9 9 87 59


Compartilhe:

Voltar para o início da página


Home  |  Todos os Jogos  |  História  |  Títulos  |  Jogos Históricos  |  Ídolos  |  Escudos  |  Curiosidades  |  Hino  |  + Corinthians  |  Blog  |  Mapa do Site

Quem sou  |  Contato  |  Minhas Fotos  |  Reconhecimento  |  Colaboradores  |  Créditos e Agradecimentos
© 2007 - 2017 Victor Hugo Brizotto Garcia

Envie seu comentário, crítica ou sugestão para contato@todopoderosotimao.com Curta o Todo Poderoso Timão no Facebook!
Siga o Todo Poderoso Timão no Twitter!
Siga o Todo Poderoso Timão no Instagram!