Corinthians - Títulos
   Campeonato Brasileiro - 1999
Home Todos os Jogos Últimos Jogos Próximos Jogos História Títulos Jogos históricos Ídolos Escudos Curiosidades Hino + Corinthians Blog
 Campeonato
 Paulista
 1914
 1916
 1922/1923/1924
 1928/1929/1930
 1937/1938/1939
 1941
 1951/1952
 1954
 1977
 1979
 1982/1983
 1988
 1995
 1997
 1999
 2001
 2003
 2009
 2013
 2017/2018
 Rio - São Paulo
 1950
 1953/1954
 1966
 2002
 Copa do Brasil
 1995
 2002
 2009
 Campeonato
 Brasileiro
 1990
 1998
 1999
 2005
 2011
 2015
 2017
 Campeonato
 Brasileiro Série B
 2008
 Libertadores da
 América
 2012
 Recopa
 Sul-Americana
 2013
 Mundial de
 Clubes
 2000
 2012
 Pequena Taça do
 Mundo
 1953
 Outros títulos
 Corinthians
 Todos os Jogos
 Últimos Jogos
 Próximos Jogos
 História
 Títulos
 Jogos Históricos
 Ídolos
 Escudos
 Curiosidades
 Hino
 + Corinthians
 Mais Futebol
 Almanaque das
 Copas
 Todos os Jogos
 das Copas
 O Autor
 Quem sou
 Contato
 Minhas fotos
 Reconhecimento
 Colaboradores
 Outros Sites
 Site Oficial
 Outros Links

Compartilhe:

Campeonato Brasileiro - 1999

O Corinthians começa o Brasileirão com força total para tentar o tricampeonato. Foi o time que mais fez contratações: foram contratados o goleiro Dida, os zagueiros Nenê e João Carlos, o lateral César Prates, o volante Marcos Senna, o meia Luiz Mário e o artilheiro Luizão.

O primeiro jogo do Timão (contra o Gama) foi um prenúncio do que estaria por vir. Depois de estar perdendo por 2 a 0, o Timão se recupera e vence por 4 a 2, com quatro gols de Luizão. O segundo jogo, contra o Botafogo-SP também foi fácil e o Timão venceu por 4 a 1.

A campanha da Primeira Fase refletiu o domínio absoluto do alvinegro: 14 vitórias (incluindo uma goleada de 4 a 1 sobre o Santos e 4 a 0 sobre o Internacional-RS), 2 empates e apenas 5 derrotas, entre as quais uma goleada sofrida por 4 a 0, para o Atlético-MG.

Quartas de Final

Como terminou a Primeira Fase em primeiro, foi para as quartas-de-final com as mesma vantagens obtidas em 1998.

O adversário foi o Guarani, um time relativamente fácil para o Timão. O primeiro jogo, em Campinas, o Corinthians poderia ter acabado com tudo. Aos 2 minutos, Ricardinho bate uma falta, que bateu na trave. O jogo se desenvolveu com o time da casa pressionando e o Corinthians administrando sua vantagem. Boas chances foram criadas de lado a lado, mas no final o placar não foi mexido: 0 a 0.

O fato de jogar por três empates não acomodou o alvinegro para a segunda partida, disputada no Morumbi. Os primeiros dez minutos de partida foram jogados na metade de campo do Guarani. O Timão alugou o meio de campo e o primeiro gol era questão de tempo. Aos 6 minutos, Marcelinho cabeceou para excepcional defesa do goleiro Gléguer (que já havia rebatido um chute forte de Vampeta). Cinco minutos depois, Ricardinho arrisca um belo chute, que passa rente à trave. Aos 19 minutos, o primeiro gol. O lateral Kléber avança pela esquerda e cruza para Marcelinho completar dentro da área: 1 a 0. O Timão continuou martelando e Fernando Baiano chuta uma bola na trave, aos 30 minutos. Na etapa final, a pressão continuou. Nos primeiros dez minutos, Marcelinho, Edílson e Fernando Baiano perderam gols incríveis. Mas, aos 15 minutos, o gol que selaria o placar da partida. Fernando Baiano cruzou da esquerda, Ricardinho matou no peito e chutou forte, sem defesa para Gléguer: 2 a 0.

Na terceira partida, também disputada no Morumbi no dia 24 de novembro, o Guarani precisaria vencer por três gols de diferença. E entrou disposto a tentar esta missão impossível. Mas, no jogo, só deu Corinthians. O time alviverde de Campinas tinha a bola mais tempo nos pés mas não sabia o que fazer com ela. E o Timão sabia bem. Aos 2 minutos de jogo. Luizão perde a primeira chance, chutando na trave. Aos 4, foi a vez de Rincón chutar de longe para grande defesa de Gléguer. Em um contra-ataque, porém, o Guarani achou um gol, com Marcinho, aos 29 minutos. E teve a chance de fazer o segundo, dez minutos depois, através de um pênalti cometido por Nenê. Dida, justificando sua fama de pegador de pênaltis, defendeu a cobrança. O segundo tempo mostrou um domínio maior do Timão, que empatou aos 20 minutos com Luizão completando cruzamento de Marcelinho, da direita. Apesar de desperdiçar mais algumas chances, o Corinthians se deu por satisfeito com o empate em um gol. Estava nas semifinais e iria pegar o São Paulo.

Semifinal

O primeiro jogo contra o São Paulo, no dia 28 de novembro, foi um dos jogos mais espetaculares dos play-offs. Nenê abriu o placar para o Timão aos 23 minutos. Aos 29, Raí empata, mas dois minutos depois, Ricardinho põe o Timão na frente de novo. Só que mais uma vez o São Paulo empata, aos 40, com Edmílson. Tudo isso no primeiro tempo. No segundo tempo, o São Paulo começou mais rápido que o Timão. Em um escanteio para o tricolor, Dida defende e faz a reposição rapidamente alcançando Edílson. Mais uma vez a zaga adversária estava desprotegida e Wilson puxou a camisa do Capetinha. Pênalti, que Marcelinho converteu, levando o placar para 3 a 2. Só que os dois lances mais espetaculares ainda estavam por vir. Dez minutos depois, o São Paulo perdeu a primeira chance do empate. Nenê cortou a bola com a mão e Edílson Pereira de Carvalho marcou pênalti. Raí cobra e Dida defende. A Fiel foi a loucura. A vitória já parecia certa quando, aos 47 minutos, outro pênalti para o São Paulo. Raí quer cobrar novamente. Ele inverte o canto. Dida também e defende de novo. A Fiel não acredita no que vê, mas era verdade. Dida tinha acabado de entrar para história do Timão.

Ver "Jogos históricos - Corinthians 3 x 2 São Paulo - Campeonato Brasileiro de 1999"

No próximo jogo (5 de dezembro), bastava uma vitória simples para o Corinthians ir à sua 5ª final de Brasileiro. O primeiro tempo passa com os dois times desperdiçando chances. Quando todos esperavam o fim dos primeiros 45 minutos, Ricardinho abre o placar para o Timão. No segundo tempo, novamente ambos os times desperdiçam muitas chances, até que Vágner, aos 25 minutos, empata para o São Paulo. Só que o tricolor não teve nem tempo de comemorar, pois 2 minutos depois Edílson, aproveitando um toque de Kléber, fecha o placar e coloca o Corinthians na final contra o Atlético-MG.

Final

Na primeira partida da final, em Belo Horizonte, o Corinthians começou perdendo, com um gol de Guilherme aos 15 segundos de jogo. Foi o gol mais rápido em decisões nacionais. O Corinthians joga mal e sofre o segundo gol, novamente de Guilherme, aos 27 minutos. Vampeta, aos 39, diminui para apenas um gol, mas ele de novo, Guilherme, marca mais um e fecha o primeiro tempo em 3 a 1. O Corinthians volta no segundo tempo melhor e consegue o gol, através de Luizão, aos 27 minutos. Placar final: 3 a 2 para o Atlético. Um resultado em parte comemorado pelos corintianos.

O segundo jogo (19 de dezembro), no Morumbi, o Corinthians volta a jogar seu bom futebol e não tem dificuldades em ganhar por 2 a 0 com dois gols de Luizão, aos 28 do primeiro tempo, e aos 14 do segundo. No terceiro jogo, também no Morumbi, o Timão tem a vantagem do empate. E foi o que aconteceu.

No dia 22 de dezembro de 1999, a fiel assistiu a uma das finais mais dramáticas e cardíacas dos últimos tempos. No primeiro tempo, nada de gols, apesar de ter apresentado boas chances para ambos os lados. Enquanto Guilherme levava perigo para o gol do Timão, Marcelinho cobrava faltas com perigo e, uma delas, bate na trave e sai. Termina o primeiro tempo. O Atlético volta para 45 minutos finais disposto a marcar um gol e levar o título. Só que se esqueceu de que estava jogando com o Timão, que armou uma defesa sólida para impedir qualquer desgraça. E deu certo. Aos 47 minutos e meio, o juiz Carlos Eugênio Símon apita o fim de jogo. Timão, Tricampeão do Brasileirão! E novamente em cima de um clube mineiro.

Ver "Jogos históricos - Corinthians 0 x 0 Atlético MG - Campeonato Brasileiro de 1999"

O artilheiro do Timão foi Luizão, com 21 gols. Foi a primeira vez que o Timão conquistou o Paulistão e o Brasileirão no mesmo ano, feito igualado apenas em 2017.

Na Seleção do Prêmio Bola de Prata, quatro nomes: Dida, Rincón, Vampeta e Marcelinho Carioca, que ganhou também a Bola de Ouro como o melhor jogador do campeonato.


Em pé: Maurício, Dida, João Carlos, Gilmar, Vampeta, Márcio Costa, Rincón e Edu
Agachados: Marcos Senna, Dinei, Fernando Baiano, Ricardinho, Índio, Kleber, Marcelinho Carioca e Edílson.


O jornal do dia seguinte
(Foto: Arquivo Victor Hugo)


A taça de 1999
(Foto: Arquivo Victor Hugo)

Campanha - Campeonato Brasileiro de 1999
1ª Fase
25/07/1999 Gama DF 2 X 4 Corinthians SP
01/08/1999 Corinthians SP 4 X 1 Botafogo (RP) SP
04/08/1999 Guarani SP 0 X 2 Corinthians SP
18/08/1999 Corinthians SP 5 X 1 Vitória BA
21/08/1999 Botafogo RJ 2 X 4 Corinthians SP
25/08/1999 Juventude RS 1 X 3 Corinthians SP
29/08/1999 Corinthians SP 1 X 0 São Paulo SP
01/09/1999 Corinthians SP 1 X 2 Flamengo RJ
08/09/1999 Cruzeiro MG 1 X 3 Corinthians SP
12/09/1999 Corinthians SP 1 X 4 Palmeiras SP
22/09/1999 Corinthians SP 2 X 4 Vasco da Gama RJ
25/09/1999 Sport PE 0 X 0 Corinthians SP
02/10/1999 Portuguesa SP 0 X 1 Corinthians SP
09/10/1999 Corinthians SP 1 X 0 Paraná PR
13/10/1999 Santos SP 1 X 4 Corinthians SP
17/10/1999 Corinthians SP 4 X 2 Internacional RS
23/10/1999 Atlético PR 2 X 2 Corinthians SP
31/10/1999 Corinthians SP 0 X 4 Atlético MG
03/11/1999 Grêmio RS 0 X 3 Corinthians SP
07/11/1999 Corinthians SP 1 X 2 Ponte Preta SP
10/11/1999 Corinthians SP 3 X 2 Coritiba PR
Quartas de Final
14/11/1999 Guarani SP 0 X 0 Corinthians SP
21/11/1999 Corinthians SP 2 X 0 Guarani SP
24/11/1999 Corinthians SP 1 X 1 Guarani SP
Semifinal
28/11/1999 São Paulo SP 2 X 3 Corinthians SP
05/12/1999 Corinthians SP 2 X 1 São Paulo SP
Final
12/12/1999 Atlético MG 3 X 2 Corinthians SP
19/12/1999 Corinthians SP 2 X 0 Atlético MG
22/12/1999 Corinthians SP 0 X 0 Atlético MG

Campanha - Campeonato Brasileiro de 1999
J V E D GP GC
29 18 5 6 61 38


Compartilhe:

Voltar para o início da página


Home  |  Todos os Jogos  |  História  |  Títulos  |  Jogos Históricos  |  Ídolos  |  Escudos  |  Curiosidades  |  Hino  |  + Corinthians  |  Mapa do Site

Quem sou  |  Contato  |  Minhas Fotos  |  Reconhecimento  |  Colaboradores  |  Créditos e Agradecimentos
© 2007 - 2018 Victor Hugo Brizotto Garcia

Envie seu comentário, crítica ou sugestão para contato@todopoderosotimao.com Curta o Todo Poderoso Timão no Facebook!
Siga o Todo Poderoso Timão no Twitter!
Siga o Todo Poderoso Timão no Instagram!